Siga o Jornal de Brasília

Brasil

Porto Açu: 90 mil tartarugas nascem em temporada reprodutiva

Publicado

em

A temporada reprodutiva de 2019 teve um aumento de 35% no número de filhotes nascidos em comparação com o ano anterior, registrando o nascimento de 90 mil tartarugas nesta temporada, dados expostos pelo Programa de Monitoramento de Tartarugas Marinhas de Porto do Açu. As tartarugas marinhas foram liberadas ao mar na área de monitoramento do Complexo do Porto do Açu em São João da Barra (RJ) onde Programa já registrou 890 mil filhotes liberados na área de 62 km que monitoram desde 2008.

Crédito: Divulgação de Porto do Açu

Leia mais sobre sustentabilidade

Segundo gerente de Meio Ambiente da Porto do Açu Operações, Wanderson de Sousa, o Programa de Monitoramento conta com 13 profissionais, dentre eles veterinários, biólogos e técnicos de campo que monitoram diariamente a extensão da praia do Complexo. No período de reprodução a atenção maior é localizar ninhos para que a equipe identifique as espécies e acompanhá-los até o nascimento dos filhotes.

Wanderson de Sousa destaca a importância do comprometimento da comunidade com o programa. “Assumimos o papel de orientar a população sobre a importância da conservação ambiental, apresentando o Programa e convidando cada indivíduo a se sentir parte dele. A empresa organiza, ao longo do ano, uma série de atividades de conscientização junto à comunidade local. Entre as iniciativas estão solturas de filhotes abertas ao público, eventos institucionais e palestras sobre o tema com grupos do entorno do empreendimento, levando conhecimento e informação para que cada indivíduo se sinta também parte integrante do trabalho de conservação. Sempre criamos a oportunidade de falar sobre questões que impactam no desenvolvimento das tartarugas, como a presença ilegal de veículos na areia, o descarte incorreto de resíduos e a remoção de estacas que identificam os ninhos. Com isso, percebemos cada vez mais o engajamento da própria comunidade no processo de conservação, com a mudança de comportamento e multiplicação do conhecimento.”.

A praia de Porto das Dunas, a 17 km de Fortaleza, também registra o período da eclosão dos ovos das tartarugas marinhas da região, que colocam seus ovos no litoral perto do complexo do Beach Park. Uma parceria entre o Beach Park e a Pordunas (Associação Porto das Dunas)  promove anualmente, juntamente a ONG’s parceiras, treinamentos para orientar os colaboradores com a soltura das tartarugas marinhas, unindo turismo, educação e sustentabilidade. A coordenadora de Meio Ambiente do Beach Park Raissa Bisol explica: “Ocorre que, durante o nascimento das tartarugas, elas ficam desorientadas em virtude da luminosidade, nesse caso, necessitam da ajuda humana para levá-las até o mar e tendo em vista de estarmos localizados em um ambiente tão rico e que é compartilhado com diversas espécies de animais, a contribuição é importante para que o ciclo de vida destes animais siga o mais tranquilo possível.”

Por Camila Demienzuck
Jornal de Brasília / Agência de Notícias UniCEUB

Testando apresentação dos colunistas

Continue lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Lidas