Siga o Jornal de Brasília

Cidades

PMDF entrega proposta de reestruturação que muda comando de batalhões

Publicado

em

Da Redação
[email protected]

Haverá reestruturação administrativa na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF) que, de acordo com a corporação, dará autonomia aos batalhões. Atualmente as unidades são geridas por oficiais da patente de major e, após a mudança, o comando será feito por tenentes-coronéis.

A PMDF afirma que a mudança permitirá que as melhorias na segurança da cidade sejam feitas de maneira mais rápida. Hierarquicamente, a autoridade e poder de decisão dos tenentes-coronéis é maior, desde deflagrar ações e deslocar viaturas para policiamento até aumentar segurança na porta das escolas.

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, recebeu a proposta da comandante-geral da corporação, coronel Sheyla Sampayo, durante a cerimônia de comemoração do aniversário de 210 anos da PM, nesta segunda-feira (13), no Palácio do Buriti.

Ibaneis afirmou que “aqui não tem autorização para matar ninguém. Mas tem para agir com rapidez e punir com severidade”. Além disso, ele comentou que a mudança será avaliada e a mudança deverá ser formalizada via decreto. Não haverá impacto financeiro nem no contracheque da força policial e nem na corporação. Além disso, contou que ele e sua equipe já estão trabalhando no modelo de recomposição salarial da PMDF, e que a proposta de aumento será enviada ao Palácio do Planalto.

“Sou de uma época aqui em Brasília em que a vida dos batalhões ficava junto à comunidade, trazendo sensação muito maior de segurança”, lembrou o governador. Para ele, a intenção é “devolver aos batalhões a força que eles tiveram no passado no DF e sua influência dentro de cada cidade,  integrando-os à sociedade, às famílias. O projeto está agora nas mãos do secretário de Segurança e será analisado da forma mais breve possível.”

A comandante-geral da PM reafirmou que “a missão da Polícia Militar é contribuir para o aprimoramento da sociedade. Nosso cotidiano é marcado pelo esforço de assegurar o direito universal da paz, e esse é o sonho de toda a sociedade”.

Durante as comemorações, Ibaneis fez a entrega simbólica de 125 fuzis Imbel IA2 calibre 5,56 e oito ônibus para transporte dos policiais, com a previsão de sejam entregues à entidade mais 14 veículos do gênero.

Foto: Paulo Henrique Carvalho/Agência Brasília

“Vamos trabalhar ainda muito para melhorar o aparelhamento e a qualidade de nossos profissionais da área de segurança”, disse Ibaneis. “O secretário de Segurança sabe de nossa determinação no sentido do combate ao crime na cidade e no compromisso com a redução dos índices da criminalidade em todas as áreas. Vamos cobrar isso de forma constante, mas vamos cobrar dando condições de trabalho. Temos autorização para punir com severidade aqueles que praticam crimes contra a vida e contra o patrimônio”.

Os militares cobram do Executivo local aumento de 37% – o mesmo da Polícia Civil – a ser encaminhado ao governo federal.

Com informações de Agência Brasília

Testando apresentação dos colunistas

Mais Lidas